An accessible version of this website containing similar content may be found at: page.php?ctx=2,2,65

Está nas suas mãos ajudar

A primeira coisa a fazer é aproximar-se do guardião do cão.
Leve um amigo consigo por motivos de segurança, e toque à campainha da casa onde vive o animal que pretende ajudar. É muito importante ser simpático e amistoso, e demonstrar respeito pelo guardião do cão. Como forma de abordagem e para quebrar a tensão ofereça uma embalagem de guloseimas caninas para o cão.

Depois adopte uma destas abordagens:

• Sou voluntário de uma associação de protecção animal e venho oferecer lhe alguns artigos gratuitos para o seu cão.
• Vivo aqui perto e vi o seu animal no quintal. Tenho uma casota de cão a mais, ficaria muito contente se lha pudesse oferecer, pode ser?
• Verifiquei que o seu cão vive acorrentado. Tenho a certeza que ele gostaria de ter a oportunidade de se exercitar. Teria todo o gosto em passar por aqui algumas vezes para o passear. Seria possível?
• Adoro pastores. O meu morreu e tenho muitas saudades dele. Posso conhecer o seu cão? Qual é o nome dele?
• Tenho um amigo que tem uma empresa de vedações, e possivelmente consigo alguns materiais de vedação gratuitos. Gostaria de uma vedação para o seu cão poder andar livremente na sua propriedade?

Se o detentor lhe parecer receptivo, pergunte-lhe o nome do cão e se pode ir com ele conhecê-lo. Desta forma, terá oportunidade de conhecer o cão e compreender porque é que está acorrentado. Na maioria das vezes, poderá ajudar resolvendo o problema que levou a que o cão fosse acorrentado. Por exemplo, se o cão está acorrentado para não acasalar com uma cadela, ofereça-se para ajudar na esterilização do mesmo (caso não possa suportar o valor da esterilização, contacte a Associação Animais de Rua).

Se o cão está acorrentado porque costuma saltar as vedações, ofereça-se para aplicar extensões na vedação, para instalar um sistema de trela com roldana, ou uma vedação eléctrica (veja 16 formas de ajudar).

Roldanas Sistema de trela com roldana para cão:

Um cabo está ligado a uma trela que está presa à coleira do cão. Este sistema limita a área por onde o animal pode circular mas permite-lhe movimentar-se dentro desse limite.



 

Se o cão está acorrentado porque o guardião não o quer, ofereça ajuda para encontrar um novo lar para ele.
Leve material informativo sobre os malefícios de manter um animal acorrentado.

Seja construtivo, Não Crítico
Se o cão estiver muito magro, infestado de parasitas e infeliz, NÃO critique o detentor do cão. Isso só vai levar a que ele crie resistência à sua intervenção para melhorar a vida do animal. Diga apenas: "Eu tenho desparasitante de pulgas em casa, posso trazer para aplicar no “Tobias" ou "Eu acho que o "Tobias" ficaria melhor com mais algum peso. O que acha se eu lhe trouxer um saco grátis de comida para ele?" ou "Eu gosto de escovar cães. Posso aparecer de vez em quando e retirar estes nós do pelo do Tobias?"

Tente manter um bom relacionamento com o guardião do cão.
Eventualmente, o guardião poderá aceitar entregar-lhe o cão. Alguns cães acorrentados são agressivos, outros tornam-se perfeitos animais de companhia com algum treino e muito afecto. Se o cão lhe for entregue, pode agora procurar-lhe um novo lar. Por vezes o guardião poderá vender-lhe o cão. Ofereça-se para comprar o cão só se achar que o detentor do cão não vai logo a seguir buscar outro.
Algumas pessoas roubam os cães acorrentados para lhes providenciar uma melhor qualidade de vida. O problema dessa conduta (para além de constituir um crime) é que poderá implicar condenar à corrente um novo cachorro que seja colocado no lugar do anterior.

Cão de Guarda
Algumas pessoas acorrentam os cães com o objectivo de os transformar em cães de guarda. Explique ao guardião que os cães acorrentados não são os melhores cães de guarda. Cães acorrentados tornam-se agressivos, não protectores. Um cão agressivo ataca qualquer pessoa: o filho do vizinho, uma visita, o carteiro, etc. A forma de criar um cão guarda, que sabe distinguir amigo de ameaça, é socializar o cão e incluí-lo na família, dentro de sua casa.

Além disso, pergunte-lhe também o que pode fazer um cão acorrentado para impedir um intruso de entrar na sua casa para além de ladrar?



 


 

Dois grandes objectivos
Deve manter dois objectivos em mente quando estiver a falar com o guardião de um cão acorrentado:

1. Educar o guardião no sentido de o fazer considerar o cão sob outro ponto de vista; como um ser vivo que precisa de amor, atenção e cuidados.

2. Melhorar um pouco a qualidade de vida do cão é melhor do que não fazer nada. Mesmo se tudo o que pode fazer é passear o cão uma vez por semana e oferecer-lhe uma boa casota, uma coleira à medida e alguns brinquedos para cão, já irá deixar o animal em melhores condições do que o encontrou.

Visite-nos em:FacebookTwitterYouTube
15261
ANIMAIS ESTERILIZADOS
até 18 - 08 - 2017
AJUDAS URGENTES
Ajuda Urgente
ADOÇÕES URGENTES
Adoçao Urgente